Volume atípico de chuvas afeta prédios da rede municipal de ensino

O Departamento de Engenharia da AME e a Secretaria Municipal de Obras estão trabalhando juntos desde sábado (16) para a solução das ocorrências. As aulas não foram afetadas.

{"autoplay":"false","autoplay_speed":"3000","speed":"300","arrows":"true","dots":"true"}

A Autarquia Municipal de Educação esclarece que alguns prédios escolares da sua rede foram afetados pelas fortes chuvas que caíram durante o final de semana em Apucarana. Entretanto, o Departamento de Engenharia da AME e a Secretaria Municipal de Obras estão trabalhando juntos desde sábado (16) para a solução das ocorrências, que não afetaram o cronograma de aulas.

Na Escola José Brazil Camargo (Núcleo Michel Soni), parte do muro aos fundos do terreno cedeu. A mesma situação foi registrada na divisa da quadra de esportes da Escola Presidente Médici (Jardim Apucarana) com um lote baldio.  A limpeza dos dois locais já está sendo providenciada para a reconstrução dos trechos.

As fortes chuvas também danificaram telhas e calhas no Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Sonhos de Esperança, no Parque Bela Vista. A equipe de manutenção do Departamento de Engenharia da AME aguarda apenas que o telhado fique seco para a substituição das estruturas.

Já na Escola Professor Idalice Moreira Prates (Parque Bela Vista), que está passando por reforma, a enxurrada invadiu o refeitório e o corredor. A construtora responsável pela obra providenciou, no sábado, a limpeza das caixas de drenagem e dos locais afetados.

Por fim, a Escola Municipal Vida Nova (CAIC), no Jardim Monções, registrou infiltrações devido ao entupimento de calhas.  Mas, a limpeza das mesmas já foi realizada.

A Autarquia Municipal de Educação observa que o volume de chuvas que caiu nos últimos dias foi atípico. Apesar disso, a entidade compromete-se a realizar todos os serviços necessários no menor prazo possível.

Compartilhe