Escola de atletismo apresenta conquistas de 2019

Atletas mostraram ao prefeito troféus e medalhas obtidas nas sete provas disputadas neste ano. (Foto: Edson Denobi)

{"autoplay":"false","autoplay_speed":"3000","speed":"300","arrows":"true","dots":"true"}

Atletas da Escola Municipal de Atletismo apresentaram ao prefeito de Apucarana os troféus e medalhas conquistados em 2019. A equipe de corrida das categorias menores, composta por 20 atletas, venceu cinco das sete provas que disputou neste ano. O programa de iniciação ao esporte foi implantado nas escolas municipais a partir de 2013 e as atividades ocorrem semanalmente, através de uma parceria entre a Autarquia Municipal de Educação e a Secretaria Municipal de Esportes e Lazer. Os alunos que se destacam são convidados a intensificar os treinamentos e a participar de competições, dentro e fora de Apucarana.

O prefeito Junior da Femac recebeu os atletas da escolinha no gabinete municipal nesta segunda-feira (10/06), um dia após a equipe ficar em primeiro lugar na  classificação geral na Corrida Mandacaru, disputada no final de semana em Maringá. Também estiveram presentes pais, treinadores da escolinha e as secretárias de Esporte, Jossuela Pinheiro, e de Educação, Marli Fernandes.

Junior da Femac interagiu com os pequenos atletas, solicitando que cada um mostrasse os troféus e medalhas e para que falassem sobre o significado das conquistas e a prova que mais gostaram de participar. Além da Corrida Mandacaru, os atletas participaram neste ano da Prova Tiradentes, também em Maringá, e de competições em Florestópolis, Ibiporã, Campo Mourão, Cornélio Procópio e da Prova 28 de Janeiro de Apucarana.

Junior da Femac destaca a decisão administrativa tomada no início da gestão Beto Preto, em 2013, que foi investir na iniciação ao esporte nas mais diversas modalidades, criando escolas como a de atletismo e adquirindo equipamentos para o desenvolvimento das atividades. “O atletismo é uma atividade desenvolvida em todas as escolas municipais e as crianças que têm aptidão são incentivadas  a participar dos treinamentos. Esse trabalho de revelação de talentos começou em 2013 e, em pouco tempo, já estamos colhendo os resultados com esse excelente desempenho”, ressalta Junior da Femac.

O prefeito lembra ainda que, na virada do ano, a equipe também participou da Prova São Silvestrinha, em São Paulo, onde se sagrou campeã na classificação geral. “Nossos atletas foram campeões desta prova internacional. Os pais estão acompanhando todo esse trabalho e vendo do que seus filhos são capazes de fazer”, reforça Junior da Femac.

A secretária municipal de Esportes afirma que a maioria dos atletas é oriundo das escolas da rede municipal de ensino. “Eles vieram das escolas municipais e muitos hoje estão na rede estadual ou particular. É muito gratificante ver a emoção das crianças e dos pais, como quando a equipe viajou a um grande centro do País para participar da São Silvestrinha”, salienta Jossuela.

TREINAMENTOS – A equipe de professores da Escola Municipal de Atletismo é coordenada pelos professores José Marcelino da Silva (Grillo), Maicon Diego e Barbara Gimenes. “Neste ano a gente já levou o nome de Apucarana a sete cidades diferentes do Paraná. Estamos treinando para chegar no final do ano melhor ainda na São Silvestrinha. Temos todo o material que uma equipe precisa para treinamento, além do apoio para participar das competições”, afirma o professor Grillo, acrescentando que Escola de Atletismo treina atletas em diversas categorias, abrangendo nas corridas desde o sub-8 ao sub-18. “Os treinamentos acontecem três vezes por semana nas próprias escolas onde têm professores de educação física e também no Complexo Esportivo do Lagoão”, completa Grillo.

Thalis Henrique Mariotto Moroti Fernandes, de 12 anos, atualmente estuda em colégio particular, mas é oriundo da Escola Municipal Professor Durval Pinto, onde iniciou no atletismo. “Eu tinha seis anos quando comecei a correr. Quando completei 8 anos, o prefeito Beto Preto fez uma convocação para treinar no Lagoão e assim comecei a me dedicar aos treinamentos. Eu adoro correr e quero isso para minha vida”, conta Thalis.

Andrelize Vitória Pereira da Cruz, de 9 anos, da Escola Municipal Professor Durval Pinto, também sonha em correr profissionalmente. “Na Corrida de  Mandacaru eu fiquei em primeiro lugar no sub-11. Eu sou fundista, gosto de provas mais longas. Meu sonho é chegar nas Olimpíadas e representar o Brasil”, revela Andrelize.

Compartilhe