Prefeitura já retirou mais de 500 tocos das calçadas

O secretário Municipal de Obras, Herivelto Moreno, destaca que a intenção do Município é facilitar a conservação das calçadas, uma obrigação dos proprietários dos imóveis (Foto: PMA)

{"autoplay":"false","autoplay_speed":"3000","speed":"300","arrows":"true","dots":"true"}

De abril a setembro, 517 tocos – que são as partes dos troncos que permanecem depois que a árvore foi cortada – foram retirados de calçadas em diversos bairros de Apucarana. O serviço, que é realizado por uma empresa especializada contratada pela prefeitura, está dentro da política municipal de promoção da mobilidade urbana.

O prefeito Júnior da Femac, que acompanha de perto os trabalhos, ressalta que calçadas sem obstáculos promovem acessibilidade. “Vivemos em sociedade e por isso é fundamental pensarmos sempre coletivamente. Uma calçada bem conservada é essencial para garantir o ir e vir de todos, em especial a pessoas que possuem algum tipo de limitação na locomoção, como cadeirantes ou deficientes visuais”, exemplifica Júnior.

O secretário Municipal de Obras, Herivelto Moreno, destaca que a intenção do Município é facilitar a conservação das calçadas, uma obrigação dos proprietários dos imóveis. “A prefeitura está retirando os tocos gratuitamente. E queremos, com isso, uma contrapartida rápida dos proprietários, promovendo a reconstrução dos passeios”, afirma Moreno.

Os locais já beneficiados neste ano pela retirada de tocos são: Núcleo Habitacional Papa João Paulo I e Jardim Menegazzo (54 tocos); Núcleo Habitacional Afonso Alves de Camargo e Jardim Apucarana (78 tocos); Centro, Barra Funda, Jardim São Pedro e Jardim Catuaí (128 tocos); Vila São Paulo, Vila São Carlos, Jardim Iguatemi, Jardim Esperança e Jardim das Flores (160 tocos); Jardim Ponta Grossa (74 tocos) e Distrito de Caixa de São Pedro (23 tocos).

A empresa responsável pelos serviços, SK Coleta de Entulhos Ltda, de Apucarana, tem registro de preços válido por 12 meses. A previsão é de que no período sejam retirados até 3 mil tocos em diversas vias do centro, bairros e distritos. “Por ser especializada, a empresa conta com maquinário próprio para o serviço, que inclui uma mini-carregadeira multifuncional compacta adaptada com triturador, o que acaba agilizando o serviço”, explica o prefeito Júnior da Femac. O pagamento é feito por medição, ou seja, por unidade retirada. O valor global do registro de preços é de R$310.575,00.

Compartilhe