Orquestra Facmol levanta o público na Praça Rui Barbosa

Formado por 85 integrantes de sopro e percussão e premiado em todo o país, o grupo foi efusivamente aplaudido pelos apucaranenses (Fotos: Profeta)

{"autoplay":"false","autoplay_speed":"3000","speed":"300","arrows":"true","dots":"true"}

A Facmol, Orquestra de Sopros e Percussão, foi aplaudida de pé pelos apucaranenses, que lotaram os espaços do platô da Praça Rui Barbosa, na noite de domingo (16/12). O show da orquestra agradou pelas evoluções, pelo repertório e a perfeita harmonia dos seus oitenta e cinco integrantes, regidos pelo maestro Wellington Reginaldo.

O prefeito Beto Preto, acompanhado de seu vice, Junior da Femac, e alguns secretários, prestigiou o evento e também manifestou a alegria de poder proporcionar aos apucaranenses o show da Orquestra Facmol. “Com seu ritmo, e com um repertório bem popular, a orquestra empolgou e levantou o público no platô”, comentou Beto Preto.

O repertório apresentado no espetáculo “Soprando Raízes” incluiu o sucesso da banda Queen “Bohemian Rhapsody”, a banda sueca Abba, e o tema de James Bond, entre os sucessos internacionais. Além disso, a Orquestra Facmol interpretou Thiago Brava, Matheus e Kauan, Chitãozinho e Xororó, Leandro e Leonardo, Zezé de Camargo e Luciano, e Joaquim e Manoel.

Depois desses momentos de música sertaneja romântica e universitária, a banda passou para os clássicos sertanejos, ou sertanejos de raiz, interpretando Tonico e Tinoco em canções como “Cabelo Loiro” “Moreninha Linda” e outras músicas igualmente clássicas como, “Luar do Sertão” e “Tristeza do Jeca”. Também tocou “Romaria”, de Renato Teixeira, resgatou a cultura do catira e, finalizando, fez uma homenagem ao período natalino com uma adaptação dos “Jingle Bells”.

Histórico  A orquestra é composta por 85 integrantes, e originou-se de um grupo de fanfarra, estilo da qual preserva muitos elementos. O próprio nome surge da Fanfarra Celda Melo, criada em 1992, em Pereira Barreto, no interior do Estado de São Paulo. Nos 26 anos de existência, a Orquestra acumula prêmios estaduais e nacionais e já se apresentou em dezenas de programas televisivos. Parte dos integrantes é composta por alunos do projeto de musicalização das escolas de Pereira Barreto e, por conseguinte, se renova.

Compartilhe