Júnior da Femac anuncia asfalto para o Parque Industrial Galan

O investimento, que ainda terá valor orçado, prevê drenagem de águas pluviais e asfaltamento de 8 mil metros quadrados de uma das pistas da avenida principal, com execução de meio-fio e calçada (Foto: Profeta)

{"autoplay":"false","autoplay_speed":"3000","speed":"300","arrows":"true","dots":"true"}

O prefeito Júnior da Femac autorizou nesta quinta-feira (14/03) a abertura de licitação para execução da primeira etapa de pavimentação da Avenida Alfredo Galvão Alves, no Parque Industrial Galan. O investimento, que ainda terá valor orçado pela Secretaria Municipal de Obras, prevê drenagem de águas pluviais e asfaltamento de 8 mil metros quadrados de uma das pistas da avenida (lado direito), com execução de meio-fio e calçada.

A liberação da obra, que estava dentro do planejamento da gestão do ex-prefeito Beto Preto, foi oficializada durante uma reunião no gabinete municipal com um grupo de empresários. Na audiência, agendada pelo deputado estadual José Aparecido Jacovós, o prefeito Júnior da Femac lembrou que o Parque Industrial Galan existe há 12 anos e foi liberado para ser ocupado pela administração municipal da época mesmo sem a infraestrutura mínima. “Infelizmente, foi um tempo em que as coisas eram feitas sem planejamento e até hoje os empresários sofrem com isso. São indústrias grandes, que têm uma logística que se utiliza de carretas com transporte de carga pesada e com o estado atual da avenida enfrentam muitos transtornos, sobretudo quando chove. Este investimento já estava dentro do planejamento da gestão Beto Preto e agora podemos oficializar. O dinheiro já está guardado e, tudo correndo dentro do esperado, em seis meses os empresários vão ter um asfalto que será motivo de orgulho”, disse Júnior da Femac.

O planejamento, segundo relata o prefeito, começou em setembro do ano passado em visita ao local. Um dos empresários que conversou com Júnior à época comemorou o anúncio do investimento. “Sempre mantivemos diversas conversas com o ex-prefeito Beto Preto e com o então vice e hoje prefeito Júnior da Femac, e sempre confiamos que o compromisso seria cumprido, como de fato está sendo oficializado agora. Precisamos muito do asfalto, pois do jeito que a via está temos tido muita despesa com pneus e quebra de ponta de eixo dos caminhões. A dificuldade é grande, mas hoje só temos que agradecer por este atendimento da prefeitura”, disse Alexandre Sousa, da indústria PRBio.

O empresário Fernando Sassi, da indústria Bonanza, também comemorou o anúncio. “É uma reivindicação que fazemos há tempos, desde que o parque foi implantado há 12 anos. Liberaram pra gente entrar, mas não fizeram o asfalto. Por sorte colocaram iluminação. Na gestão do prefeito Beto Preto e do Júnior fomos sempre atendidos no possível, com a execução de reparos paliativos e agora estão nos atendendo com a primeira etapa do asfalto. Só posso dizer que estamos muito satisfeitos com essa notícia”, comunicou Sassi.

O deputado Estadual José Aparecido Jacovós parabenizou a administração municipal. “Fui procurado por alguns destes empresários que esperam pelo asfalto há um bom tempo e, com apoio do professor Paulo Kisner, que já foi secretário de Esportes e Lazer da atua administração, conseguimos esta agenda onde fomos atendidos com muita gentileza pelo prefeito Júnior da Femac, nos dando esta boa notícia e que deixa a todos os empresários bastante contentes”, avaliou o deputado.

Outros parques também vão receber investimento

Antes de iniciar a pavimentação do Galan, o prefeito tranquiliza empresários do Parque Industrial Zona Norte. “Já temos uma licitação definida e, dentro de alguns dias, iremos pavimentar as ruas que restam. Além disso, também está em nosso planejamento investimentos no Parque Industrial Danilo Berté”, anuncia Júnior da Femac. Segundo ele, a atual administração recebeu a cidade com 97 quilômetros de ruas sem asfalto.

“Já executamos 85 quilômetros. Faltam 12 quilômetros, onde está incluído o Parque Galan, que agora autorizamos a primeira etapa de pavimentação”, concluiu o prefeito. Ele frisa que na atual gestão as obras são planejadas. “No tocante ao incentivo à industrialização temos como referência o Parque Industrial da Juruba, que está sendo alicerçado com toda a infraestrutura necessária”, pontua o prefeito.

Com área total de 556 mil metros quadrados, o terreno do Parque Industrial da Juruba/Cidade Industrial de Apucarana, fazia parte da antiga Fazenda Juruba. A primeira etapa do empreendimento, projetado para um total de 237 lotes, está sendo liberado com 31 lotes dotados de rede de água, esgoto, energia elétrica compatível com atividades industriais, rede telefônica e de fibra ótica, iluminação e pavimentação asfáltica. O investimento é na ordem de R$ 535.623,98, com recursos do próprio município. Já a estimativa da prefeitura para a estruturação completa do parque – que será feita em quatro etapas – é de que serão necessários cerca de R$10 milhões.

Clique e ouça esta matéria

Júnior da Femac- prefeito de Apucarana

Alexandre Souza- empresário

Fernando Sassi- empresário

Delegado Jacovós- deputado estadual

Compartilhe