Forbio inicia empreendimento de R$ 40 milhões em Apucarana

Empresa do Grupo Forus iniciou terraplanagem para instalar estrutura de 10 mil m², na primeira etapa do projeto (Foto: Profeta)

{"autoplay":"false","autoplay_speed":"3000","speed":"300","arrows":"true","dots":"true"}

O grupo empresarial Forus, que mantém várias empresas, entre elas a Forquímica (Cambira), deu início nesta sexta-feira (15/02) a uma nova planta em Apucarana, numa área de seis alqueires, a margem da BR-376, entre o contorno sul e a estrada rural do biloti. No local já está sendo preparada a terraplanagem, para a construção dos galpões industriais, com área de 10 mil m², para a instalação da Forbio (Biofort Indústria e Comércio de Produtos Agrícolas Ltda).

O empreendimento terá um aporte de R$ 40 milhões, na sua primeira etapa, e deve estar operando já no segundo semestre, com geração imediata de 70 postos de trabalho, incluindo 8 biólogos, além de químicos e engenheiros. Todos os equipamentos já estão comprados para instalação, inclusive tanques de grande porte, em material inoxidável, que foram importados da Alemanha.

Toda a documentação da Forbio já tramitou e obteve os pareceres de aprovação na Prefeitura de Apucarana. A empresa também já detém os licenciamentos necessários para sua instalação.

Na estrutura inicial de 10 mil m² funcionará o setor industrial (produção), laboratório, inoculantes, aditivos, estoque e expedição. Também está projetada ampla área de estacionamento e a parte administrativa, que virão na segunda etapa.

Ao acompanhar o início das obras da Forbio, o prefeito em exercício Junior da Femac manifestou sua satisfação por receber em Apucarana esta grande empresa de produção agrobiológica. “O Grupo Forus já mantém uma planta igual a essa na Georgia (EUA) e agora escolheu o Paraná e Apucarana para a instalação da Forbio. Agradeço aos empresários Edson Rosini e Paulo Assis pelo empreendimento que irá gerar mais empregos e tributos ao Município”, comentou, acrescentando que Apucarana é um importante centro logístico e referência na área de agroindústria.

PRODUTOS BIOLÓGICOS – O diretor industrial da Forbio, o bioquímico Carlos Schuh, explica que a empresa irá fabricar produtos biológicos para uso na agricultura, incluindo inoculantes para leguminosas, organismos para controle biológico de pragas e linha de aditivos para sementes. “Estamos desenvolvendo nossos produtos em parceria com a Embrapa e parceria com a Universidade de Sevilha (Espanha). Vamos exportar para os Estados Unidos, Argentina, Paraguai e toda a América Latina”, informa Schuh.

O diretor proprietário Edson Rosini explica que os produtos da Forbio contribuem para aumentar a defesa da planta e a redução no uso de agroquímicos. “O nível de controle biológico na área de produção é maior que o de uma UTI hospitalar, com rigorosa esterilização e ar purificado”, revela Rosini, emendando que as bactérias ajudam na produção de milho, feijão, trigo e soja.

Paulo Assis, também diretor proprietário da Forbio, acrescenta que o inoculante desenvolvido pela empresa substitui a aplicação de uréia na soja. “A bactéria absorve o nitrogênio pelo ar e transfere uréia para a planta, reduzindo os custos na lavoura”, diz Assis, informando ainda que a empresa também irá fabricar produtos para multinacionais.

GRUPO FORUS – A Forbio passa a integrar o Grupo Forus, ao lado da Forquímica (insumos e fertilizantes), Dominus (indústria química), Domclor (produtos para tratamento de água), Stevia Natus (indústria de adoçantes), Laborfort (laboratório de análises químicas), EcoForest (reflorestadora), Mademax (beneficiamento de eucalipto), Forbrothers (escritório de negócios imobiliários) e TransAgil (transportadora).

O grupo Forus que adquiriu a Fazenda Figueira, com área de 100 alqueires no contorno norte de Apucarana, anuncia para breve a abertura de loteamentos urbanos, abrangendo 60 alqueires.

Compartilhe