Apucarana executa mais três quilômetros de calçada na zona norte

Os serviços tiveram início junto à conhecida “travessa da paineira”, passa pelos núcleos Marcos Freire, Residencial Ouro Fino, Mathias Hoffman, Recanto Mundo Novo e chega à Represa Schmidt, no encontro com a Rua São Salvador, no Jardim Marissol (Foto: PMA)

{"autoplay":"false","autoplay_speed":"3000","speed":"300","arrows":"true","dots":"true"}

Importante equipamento para garantir mobilidade urbana a pedestres e cadeirantes, a Prefeitura de Apucarana mantém um programa permanente que já construíu mais de 100 quilômetros de passeio em concreto alisado, beneficiando localidades dos bairros ao centro.
Uma obra de grande porte em vias de ser finalizada, compreende a construção de 3.322 metros lineares de calçada ao longo da Rua Rafael Sorpile, interligando o Lago Tarumã/Ouro Fino com a Represa do Schmidit. O prefeito Júnior da Femac assinala que os trabalhos são coordenados pela Secretaria Municipal de Serviços Públicos,  interligando vários bairros na região Norte de Apucarana.

“A partir da Rua Rafael Sorpile, nas imediações da Lagoa Tarumã Ouro Fino, estamos construindo mais de três quilômetros de passeio até o Núcleo Charles Chaplin, junto à Represa Schmidt. Com isso, garantimos segurança à população. Sem a calçada, as pessoas precisavam circular pela rua, correndo risco de acidentes”, relata o prefeito.

Os serviços tiveram início junto à conhecida “travessa da paineira”, passa pelos núcleos Marcos Freire, Residencial Ouro Fino, Mathias Hoffman, Recanto Mundo Novo e chega à Represa Schmidt, no encontro com a Rua São Salvador, no Jardim Marissol. “O passeio é um importante elemento da mobilidade urbana e sua presença garante segurança para a circulação das pessoas, especialmente para cadeirantes, idosos, gestantes e mães que circulam com carrinhos de bebê”, reforça o prefeito Júnior da Femac. Segundo ele, os projetos executados atendem a área central e os bairros, especialmente em ruas próximas a prédios públicos, como escolas, CMEIs e unidades básicas de saúde.

O superintendente da Secretaria de Serviços Públicos, Helligtonn Gomes Martins (Tom), destaca que em todos os projetos são executadas rampas de acessibilidade. “Nestes mais de três quilômetros feitos na zona norte, a calçada tem em média 2,5 metros de largura, perfazendo cobertura de uma área aproximada de de 8 mil metros quadrados, garantindo segurança e acessibilidade a toda população”, confirma o coordendor dos serviços. De acordo com ele, 60% do cronograma já está concluído.

Compartilhe