Apucarana abre hoje 11ª Conferência Municipal de Saúde

 

O evento segue amanhã com amplo debate para planejar e definir novas metas para saúde pública (Fotos – Profeta)

{"autoplay":"false","autoplay_speed":"3000","speed":"300","arrows":"true","dots":"true"}

Com dois dias de programação, a 11ª Conferência Municipal de Saúde de Apucarana tem a solenidade de abertura marcada para hoje (5), às 19 horas, no Cine Teatro Fênix. Além de autoridades municipais, o evento desta sexta-feira tem entre os convidados o secretário de Saúde do Estado, Beto Preto e a participação especial do palestrante Francisco Isaías, de Porto Alegre.

Farmacêutico bioquímico e especialista em Saúde da Secretaria de Estado da Saúde do Rio Grande de Sul, presidente da Fundação Estadual de Produção e Pesquisa em Saúde – FEPPS/RS, com pós graduação MBA em Avaliação de Tecnologias de Saúde e Economia de Saúde, Francisco Isaías vai abordar o tema “Democracia e Saúde.

Enfatizando a importância das conferências municipais para a administração da cidade nortear ações que respondam ao anseio da população, o prefeito Junior da Femac convida os apucaranenses a participarem do evento. “Muito do que está sendo feito em nossa cidade é uma resposta direta da administração municipal ao que foi debatido e aprovado em conferências municipais, como a da Conferência das Cidades e da Conferência da Educação”, observa Junior. Ele frisa que esse é o momento do cidadão participar, fazer suas reivindicações e sugestões.

Debates e plenária no sábado

As atividades do segundo dia da Conferência Municipal de Saúde, acontece neste sábado, a partir das 8 horas, no auditório “Gralha Azul” do campus local da Universidade Estadual do Paraná (Unespar)/Fecea. Estão previstos debates e uma plenária sobre a temática central da conferência: “Democracia e Saúde: Saúde como Direito e Consolidação e Financiamento do SUS”; apresentações e aprovação de propostas, eleição da nova composição do Conselho Municipal de Saúde e eleição de delegados para a 12ª Conferência de Saúde do Paraná, que ocorrerá nos dias 11,12 e 13 de junho, em Curitiba.

Aberta à participação de toda a comunidade, a Conferência Municipal de Saúde é realizada a cada quatro anos com a representação dos vários segmentos sociais, para avaliar a situação de saúde e propor novas diretrizes. As propostas que serão debatidas foram levantadas durante as duas pré-conferências que aconteceram no final de fevereiro, no auditório do Colégio Estadual Nilo Cairo.

Reunindo um público de cerca de 400 pessoas, das duas pré-conferências saíram 143 propostas e foram eleitos 144 delegados com poder de voto nesta conferência. O número de delegados que compõem a 11ª Conferência, no entanto, é de 176, já que 32 membros titulares e suplentes do Conselho Municipal de Saúde são ‘delegados natos’.

Os dois eventos preparatórios de fevereiro tiveram a participação de entidades e instituições que representam os trabalhadores da saúde e outras áreas, prestadores de serviços da AMS e entidades da sociedade civil organizada como associações de moradores, ONGs, sindicatos, clubes de serviços e instituições religiosas.

 

 

Compartilhe