Ruas próximas ao Biguaçu recebem recape asfáltico

A Prefeitura de Apucarana promoveu recapeamento asfáltico em três importantes ruas na região do Parque Municipal Biguaçu. O trabalho, concluído nesta segunda-feira (15/08) por uma empreiteira licitada, viabilizou rejuvenescimento de pavimento em uma área de 9,4 mil metros quadrados, atendendo a trechos das ruas Monteiro Lobato, Topázio e Rua Arthur Hug Miller Thomas, no Jardim Aclimação.

O prefeito Júnior da Femac frisa que por estarem localizadas a poucos quilômetros do centro da cidade, recebem grande tráfego de veículos. “Além de alimentadoras do trânsito, são vias que estão nas imediações de um parque municipal bastante frequentado, que é o Biguaçu, e do tradicional Country Club de Apucarana. Na “Arthur Thomas” temos ainda uma unidade básica de saúde (UBS Myoji Kogure). Com a recuperação do asfalto desgastado, os trechos agora voltam a ter condições de trafegabilidade, oferecendo segurança e conforto aos usuários”, disse o prefeito em vistoria aos locais.

O investimento nos três recapeamentos é na ordem de R$ 200 mil, com recursos municipais. “Os serviços na “Topázio” atenderam trecho entre as ruas Platina e Benedito José dos Santos, em um total de 4,3 mil metros quadrados. Na “Monteiro Lobato”, o recape contemplou trecho entre as ruas Ouro Branco e Nações Unidas, que fica nas imediações do Country Club de Apucarana, em área de 3,2 mil metros quadrados. Já na “Arthur Thomas”, a benfeitoria foi executada entre as ruas Antônio Rodrigues Alves e Rosa Stábile, totalizando 1,9 mil metros quadrados”, informa Ângela Stoian Penharbel, secretária Municipal de Obras.

A empreiteira responsável pelo serviço foi a Romo Pavimentadora Ltda, de Apucarana. O prefeito Júnior da Fema frisa que a empresa possui contrato com o município para a execução de recape em vários bairros. “Um pacote de recape e reperfilamento asfáltico que teve início em junho e que faz parte de um amplo planejamento de recuperação de ruas e avenidas”, esclarece o prefeito. De acordo com ele, o investimento global do contrato licitado é na ordem de R$4,3 milhões, em recursos municipais.

UBS do Jaboti tem cabos de energia furtados pela terceira vez em 90 dias

A Unidade Básica de Saúde (UBS) Osvaldo Damin, no Jaboti, registrou neste final de semana o terceiro furto de cabos de energia num prazo de três meses. “Esse tipo de crime está ocorrendo praticamente uma vez ao mês e os transtornos são muitos, em especial ao que se refere à prestação de serviços de saúde à população”, lamenta o secretário da saúde, Emídio Bachiega.

O superintende da Atenção Básica de Apucarana, Odarlone Orente, observa que um dos grandes prejuízos desta ação é a perda de vacinas. “Sem energia as geladeiras que mantêm as doses na temperatura ideal são desligadas e a possibilidade de perder os imunizantes é grande. Esse tipo de ação também prejudica o bom andamento das atividades da unidade básica de saúde e, consequentemente, a suspensão temporária dos serviços aos usuários”, explica Odarlone.

O atendimento ao público ficou suspenso na manhã desta segunda-feira, mas os serviços já foram retomados no período da tarde. “Pedimos à população que nos ajude a proteger os prédios e equipamentos públicos evitando assim que a oferta de serviços sofra interrupção. Liguem para a polícia se presenciarem alguma ação suspeita”, destaca Bachiega. A AMS registrou Boletim de Ocorrência na 17ª Subdivisão Policial de Apucarana nas três ocasiões em que a UBS Osvaldo Damin teve os casos de energia furtados.

 

Lutador de Apucarana é campeão do Brasileiro de Jiu-jitsu no Rio de Janeiro

O lutador apucaranense Rafael Teixeira, 34 anos, que contou com apoio do Conselho Municipal de Esportes, foi campeão nesse domingo (14/08) na categoria absoluto durante o Campeonato Brasileiro de Jiu-jitsu sem kimono, em competição que foi realizada na Vila Olímpica no Rio Janeiro, com a presença dos principais atletas do país. Na mesma disputa, Teixeira ficou em segundo lugar na categoria super pesado.

“Estou muito feliz pelas conquistas alcançadas no maior evento de jiu-jitsu do Brasil e agradecido por contar com o apoio total do Conselho Municipal de Esportes de Apucarana. Agora é seguir treinando de olho nas próximas competições da temporada”, destaca Teixeira, que também pratica o MMA (mixed mastial arts).

Nesse ano o lutador de Apucarana também conseguiu outras conquistas no jiu-jitsu, sendo campeão no Floripa Winter, na Copa Rillion Gracie, na Copa Emporium e na competição denominada de “portas fechadas”.

Já as próximas competições do atleta estão marcadas para os dias 10 de setembro no MSC Sanda Combat em Apucarana e 19 de novembro na “Luta Contra o Câncer” em Londrina. O primeiro evento será no MMA e o segundo pela modalidade de jiu-jitsu. “Provavelmente farei mais uma luta de MMA no mês de dezembro”, disse Teixeira, que pratica o jiu-jitsu desde 2012. No MMA, o lutador de Apucarana tem 12 lutas com 10 vitórias e duas derrotas.

O Secretário Municipal de Esportes da Prefeitura de Apucarana, professor José Marcelino da Silva, o Grillo, enalteceu o desempenho do atleta no Rio de Janeiro. “O Teixeira está de parabéns pela conquista na competição nacional. É mais um título importante no currículo do lutador que vem fazendo uma ótima temporada no jiu-jitsu e estando entre os melhores do Brasil, com o lutador tendo o apoio do prefeito Junior da Femac”, disse o professor Grillo.

 

Apucarana registra 7 casos da Covid-19 nesta segunda-feira

A Autarquia Municipal de Saúde (AMS) confirmou 7 casos de Covid-19 nesta segunda-feira (15) em Apucarana. O município tem o registro de 555 mortes e soma 38.145 diagnósticos positivos do novo coronavírus.

Os novos casos confirmados são de 3 homens e 4 mulheres. Segundo boletim da AMS, o município tem mais 8 suspeitas em investigação.

Já foram testadas 113.785 pessoas, sendo 82.732 em testes rápidos, 27.416 pelo Lacen (RT-PCR) e 3.649 por laboratórios particulares (RT-PCR).

O município tem 1 paciente internado no Hospital da Providência com o diagnóstico de Covid-19.

Expoagri recebe público de 25 mil pessoas

Nos três dias de evento, a Exposição Agrícola de Apucarana (Expoagri 2022) recebeu um público estimado de 25 mil pessoas. O número abrange as pessoas que prestigiaram os shows artísticos, passaram pela praça de alimentação ou visitaram a exposição de 52 projetos dos alunos da instituição de ensino.

A Expoagri, que foi uma co-realização entre o Centro Estadual de Educação Profissional Manoel Ribas (Colégio Agrícola) e a Prefeitura de Apucarana, aconteceu entre a quinta e o sábado. Na parte interna do Colégio, houve a exposição dos alunos organizada pela instituição de ensino. Já na parte externa, onde foram montados o palco e a praça de alimentação, ocorreram os shows sob a responsabilidade da Prefeitura de Apucarana.

O prefeito Junior da Femac afirma que o evento transcorreu tranquilamente e agradeceu a todos os parceiros que contribuíram com a realização da Expoagri. “Desde o trabalho de segurança, que contou com o apoio da Guarda Civil Municipal e da Polícia Militar, dentro de um esquema que teve o monitoramento por drones”, frisa Junior da Femac.

O prefeito também destacou a participação de entidades na praça de alimentação, como a Associação Cultural e Esportiva de Apucarana (Acea), a Associação de Pais, Mestres e Funcionários (APMF) do Colégio Agrícola e de integrantes da Feira da Lua.

O maior público foi registrado durante os shows, que tiveram entrada gratuita, com artistas de renome nacional. Na sexta-feira, subiram ao palco da Expoagri a dupla Teodoro e Sampaio e, no sábado, Carreiro e Capataz. “Foi um evento maravilhoso, uma festa para as famílias e que reforça a identidade rural e a cena cultural sertaneja, aliando o ensino e a pesquisa, a gastronomia e os shows artísticos” avalia Junior da Femac.

Rose Pimenta, diretora-geral do Colégio Agrícola, destacou o empenho da equipe do colégio, a parceria com a Prefeitura e com as empresas participantes. “Os alunos se dedicaram muito na apresentação dos projetos e atenderam o público com excelência”, afirma, acrescentando que na quinta e na sexta a visitação ficou concentrada em estudantes de escolas municipais, estaduais e particulares, enquanto no sábado o público foi mais diversificado. “Desde empresários a agricultores e, inclusive de pais de nossos alunos, lembrando que a maioria deles vêm de municípios da região”, completa Rose.

A diretora do Colégio Agrícola afirma ainda que mais de 20 empresas participaram da exposição na área interna da instituição. “As empresas parceiras não medem esforços para motivar a educação profissional. Quando a gente convida as empresas a participar, pensamos  no mercado de trabalho e percebemos que isso é uma motivação para o nosso aluno. Isso porque ele vai ser um técnico nesta área, recebe orientação durante o evento de profissionais destas empresas e no futuro poderá até trabalhar em uma dessas empresas”, salienta.

Rose também lembra que a Expoagri é um evento tradicional, realizado desde 1983, e que a partir de 2019 conta com participação maior da  Prefeitura, principalmente na realização de shows. “Quero agradecer a Prefeitura pela confiança no nosso trabalho. O nosso foco é o ensino e a aprendizagem, mas a parceria coma Prefeitura permitiu trazer os shows,  momentos de descontração e a parte gastronômica. O público foi intenso, além do esperado, e esse resultado se deve à soma de esforços”, avalia.

Rose também citou o apoio do Núcleo Regional de Educação (NRE) e a participação de ex-alunos do Colégio Agrícola. “Muitos ex-alunos das décadas de 70, 80 e 90 vieram prestigiar o evento, que também chama bastante a atenção das crianças. Temos até um mascote, chamada de Agricolinda, que interagiu com o público nos três dias do evento”, reforça Rose.

Apucarana repassa 500 toneladas de calcário a produtores

Os produtores cadastrados no Programa Municipal Terra Forte já estão retirando o calcário, utilizado para fazer a correção do solo. Neste ano, a Prefeitura de Apucarana adquiriu 500 toneladas do insumo, que está disponível para retirada no IBC da Vila Nova.

O prefeito Junior da Femac esteve nesta segunda-feira (15/08) acompanhando a entrega e destaca que a medida é um apoio para a agricultura familiar. “É uma ajuda que o Município disponibiliza dentro do Terra Forte, programa que contribui para que Apucarana tenha a melhor merenda escolar do Brasil. Isso porque os agricultores familiares do Terra Forte fornecem ao Município diversos produtos, como frutas e verduras, que enriquecem o cardápio da merenda escolar”, frisa Junior da Femac.

Mauro Andrade Machado, que possui uma propriedade de 5 alqueires na região da Serrinha, no Contorno Norte, retirou 10 toneladas de calcário. “Temos 30 mil pés de café na propriedade e todos os anos fazemos a correção do solo. Nas curvas de nível, plantamos abacate e fornecemos essa fruta ao Município como contrapartida pelo calcário recebido”, explica Machado.

De acordo com o secretário municipal de Agricultura, Gerson Canuto, neste ano houve uma alteração da logística de transporte do material. “A entrega deste insumo até a propriedade rural sempre aconteceu no modo a granel, mas neste ano o calcário está sendo transportado em sacos de uma tonelada (bags), o que facilita o manuseio e evita perdas”, pontua Canuto.

Cada produtor poderá retirar entre uma e dez toneladas de calcário.  “O produtor que reservou o calcário deve procurar a Secretaria de Agricultura para pegar a ordem de carregamento.  Temos uma retroescavadeira que coloca os bags nos caminhões, sendo que o frete até a propriedade fica por conta dos agricultores”, esclarece  Canuto.

Das 500 toneladas de calcário adquiridas pelo Município, 400 toneladas são do calcário calcítico e 100 da qualidade dolomítico. “Uma análise do solo vai definir o tipo de calcário e a quantidade que deverá ser utilizada. A correção do solo permitirá que a planta absorva melhor os nutrientes, aumentando a produtividade”, explica o técnico agrícola do Município, Luis de Faveri.

 

Após 27 anos, a Vila Nova Ucrânia ganha asfalto e iluminação de LED  

A Vila Rural Nova Ucrânia, inaugurada em 1995, com a presença do então presidente da República, Fernando Henrique Cardoso, e do então governador do Paraná, Jaime Lerner, como a primeira do gênero no Brasil. Ganhou neste sábado um novo nome: Agora é a “Vila Nova Ucrânia”, depois de ganhar 33 mil m² de asfalto e iluminação urbana com tecnologia LED.

“A espera pelas melhorias foi longa e muitas famílias não acreditavam, mas nós honramos o compromisso firmado com elas”, disse o prefeito Junior da Femac ao entregar as obras na manhã deste sábado (13) aos moradores do “novo” bairro de Apucarana, situado junto ao Contorno Sul.

“O asfalto e as luminárias de LED da Vila Nova Ucrânia são os mesmos da área central de Apucarana. Não adianta enfeitar o centro com florzinhas na praça da catedral, e nos bairros o povo continuar amassando o barro com seus pés”, citou Junior da Femac, acrescentando que a obra iria ser feita ainda na gestão do Beto Preto, mas a pandemia prejudicou o cronograma de obras previstas.

A transformação aconteceu com investimento da prefeitura no valor de R$2,5 milhões em obras de drenagem e asfalto, além de mais R$ 120 mil com a instalação de 118 luminárias de LED. A Avenida Expedicionário João Rechenkoski recebeu 40 luminárias LED com potência de 120 whatts; e as demais ruas do bairro mais 78 luminárias LED de 100 whatts.

“Agora estamos no paraíso, sem barro e poeira, e ainda com uma iluminação muito eficiente que garante mais segurança para todas as famílias”, agradeceu o presidente da Associação de Moradores da Vila Nova Ucrânia, Manoel Lourenço. Ele lembrou que os moradores do bairro esperaram por quase 30 anos pelas melhorias e que agora a qualidade de vida será bem melhor para todos.

A dona de casa Inês dos Santos Paiva Grilo, moradora do bairro há 27 anos, bastante emocionada, lembrou a luta desde os anos 90 pelo asfalto e outras melhorias. “Agradecemos de coração ao prefeito Junior da Femac, e aos vereadores Tiago Cordeiro Lima e Mauro Bertoli, que cumpriram o compromisso firmado com as famílias da Vila Nova Ucrânia”, afirmou dona Inês.

O vereador Tiago Cordeiro Lima lembrou que conseguiu R$ 600 mil de recursos, via emenda parlamentar. “Desde o início do meu mandato assumi esse compromisso e apresentei ao prefeito Junior da Femac a indicação das obras de asfalto na Vila Nova Ucrânia”, assinalou Cordeiro.

O vereador Mauro Bertoli disse que quando a obra foi inaugurada seu pai era vereador e ajudou a criar a Vila Rural Nova Ucrânia. “O Beto Preto e o Junior da Femac resgataram o compromisso feito com os moradores da Nova Ucrânia, que agora passa a ser um bairro urbano de Apucarana”, comentou Bertoli.

A solenidade de entrega do asfalto e da nova iluminação teve a presença dos vereadores Luciano Facchiano, Jossuela Pireli, Toninho Garcia e Luciano Molina. Também participaram a secretária de obras Angela Stoian, e do engenheiro eletricista Lafayete Luz, coordenador do programa de modernização da iluminação pública de Apucarana, além de outros secretários municipais. A benção do novo bairro foi proferida pelo padre Valdemir Prandi, e o pastor Fernando Silveira, da Assembleia de Deus.

Apucarana vai ampliar aterro sanitário

A Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) confirmou nesta sexta-feira (12/08) que já trabalha na elaboração de projeto de construção de uma nova célula de armazenamento junto ao aterro sanitário de Apucarana. A expansão da capacidade de recebimento dos resíduos sólidos urbanos foi definida nesta semana em reunião entre o prefeito Júnior da Femac e dirigentes da estatal, entre eles o gerente da Regional de Apucarana, Luiz Carlos Jacovassi.

Técnicos do Instituto Água e Terra do Paraná (IAT) devem vistoriar a área, ainda neste mês de agosto, visando concessão de parecer ambiental sobre a viabilidade da obra. “Temos uma grande preocupação com as questões ligadas ao meio ambiente. Esta nova célula é um investimento estrutural relevante, que irá ampliar o tempo de vida útil do nosso aterro, garantindo a destinação futura dos resíduos sólidos gerados pela população”, destacou o prefeito Júnior da Femac.

O secretário Municipal de Meio Ambiente, Gentil Pereira, assinala que a nova célula será construída em área já pertencente ao Município. “A (célula) em operação ainda detém vida útil, mas não podemos esperar o seu total estrangulamento para dar início a um planejamento de expansão. O prefeito Júnior da Femac é um gestor com visão de futuro e está sempre com o radar ligado em todas as questões que envolvem o desenvolvimento do município”, disse Pereira.

Somente no primeiro semestre deste ano, o aterro sanitário de Apucarana recebeu 15.814 toneladas de resíduos sólidos urbanos. “Uma vez obtido o licenciamento ambiental e com projeto aprovado, a nova célula será imediatamente licitada pela estatal, que há 12 anos é responsável legal pela operacionalização do local”, esclarece o prefeito Júnior da Femac. Ele pontua que desde que a Sanepar assumiu o aterro, em 2010, uma série de investimentos foram realizados. “Hoje o local conta com sistema de controle digital de pesagem, controle do chorume e do biogás, além de monitoramento ambiental permanente e licenças em dia”, relata.

Apucarana registra 11 casos da Covid-19 nesta sexta-feira

A Autarquia Municipal de Saúde (AMS) confirmou 11 casos de Covid-19 nesta sexta-feira (12) em Apucarana. O município tem o registro de 555 mortes e soma agora 38.120 diagnósticos positivos do novo coronavírus.

Os novos casos confirmados são de 5 homens e 6 mulheres. Segundo boletim da AMS, o município tem mais 8 suspeitas em investigação.

Já foram testadas 113.684 pessoas, sendo 82.622 em testes rápidos, 27.413 pelo Lacen (RT-PCR) e 3.649 por laboratórios particulares (RT-PCR).

O município não tem nenhum paciente internado no Hospital da Providência com o diagnóstico de Covid-19.

Indústria do vestuário de Apucarana tem mil vagas disponíveis

 

A indústria do vestuário de Apucarana tem hoje mil vagas abertas. Com o objetivo de definir ações conjuntas para estimular o preenchimento destes postos de trabalho por pessoas de Apucarana e de cidades vizinhas, o prefeito Junior da Femac se reuniu hoje com a diretoria do Sindicato das Indústrias do Vestuário de Apucarana e Vale do Ivaí (Sivale) e do Sindicato dos Trabalhadores na Indústria do Vestuário de Apucarana e região (Stivar).

“Vamos nos juntar aos dois sindicatos para divulgar essas oportunidades de emprego. Vamos envolver a Assistência Social, a Agência do Trabalhador, o Idepplan e a Secretária Municipal da Indústria, Comércio e Emprego neste processo de fazer checar ao maior número de pessoas possível a informação de que temos essas mil vagas disponíveis no mercado de trabalho na nossa cidade”, afirma o prefeito Junior da Femac.

De imediato, os interessados podem entrar em contato com o Stivar, pelo telefone 3033-4439, nos horários de 8 horas às 11h30 e de 13 horas às 17h30. Também podem procurar o Sivale, pelo número 99972-5662, nos horários de 8 horas às 11h30 e de 13 horas às 17 horas.

Entre as várias oportunidades de emprego existem vagas para auxiliar de costura, auxiliar de acabamento, costureiras, operador de bordado e técnico em serigrafia, por exemplo.

Participaram da reunião a presidente do Sivale, Elisabete Ardigo, e a presidente do Stivar, Maria Leonora Batista. Também estavam presentes os diretores do Sivale Gilberto Cavalini e Adeli Garcia Junior; a executiva do Sivale, Patrícia Macedo e o associado Henrique Fortuna; bem como o diretor do Stivar Valdecir Gonçalves Lopes.