Último bairro de Apucarana sem asfalto é pavimentado

A benfeitoria está chegando a todas as ruas do Jardim Santiago e, com isso, o asfalto será realidade em 100% dos bairros de Apucarana. (Foto: PMA)

{"autoplay":"false","autoplay_speed":"3000","speed":"300","arrows":"true","dots":"true"}

O Jardim Santiago – último bairro de Apucarana que não contava com asfalto – está recebendo a benfeitoria. Nesta semana, a empreiteira contratada pela Prefeitura iniciou os serviços de colocação da capa asfáltica, que abrangerá todas as ruas do bairro. O investimento é de mais de R$ 2 milhões, com recursos do Governo Federal e contrapartida do Município.

O prefeito de Apucarana, Junior da Femac, afirma que os serviços ao ar livre em que não existe aglomeração de pessoas, como os de pavimentação, continuam sendo executados. “Após a terraplanagem, implantação da rede de drenagem, do meio-fio e da base, a empreiteira está colocando a capa asfáltica com espessura de três centímetros, que é uma camada do material chamado de concreto betuminoso usinado a quente”, explica Junior da Femac.

Junior da Femac lembra que há seis anos, no início da gestão Beto Preto, ainda havia 97 quilômetros de ruas sem pavimentação asfáltica em Apucarana e, grande parte da malha viária existente, apresentava precária conservação. “Com a pavimentação do Jardim Santiago, chegamos a um marco histórico, levando a benfeitoria a 100% dos bairros de Apucarana”, frisa Junior da Femac, acrescentando que agora sobrarão apenas pequenos trechos de alguns bairros, que ficaram para trás em gestões anteriores.

O prefeito salienta que a benfeitoria vai transformar o dia a dia dos moradores, assim como aconteceu em diversos outros bairros que tiveram que conviver por anos bom o barro e a poeira. Todas as vias do bairro (localizado na região leste da cidade)  estão sendo pavimentadas, abrangendo as ruas Antônio Boava, Carlos Neves, Emílio Marçal, Tereza Zanela, Alfredo Pereira, Benedito Soares, Hildebrando Machado e Edna Soares.

O prefeito frisa  que os recursos foram reivindicados pelo prefeito Beto Preto e liberados com a intermediação do deputado federal Sérgio Souza. No ano passado, já sob o comando do prefeito Junior da Femac, o projeto foi licitado e as obras tiveram início no final de novembro. O dinheiro é oriundo do FGTS e foi transferido pelo Ministério de Estado do Desenvolvimento Regional (MDR), por meio do Programa Avançar Cidades.

De acordo com o engenheiro Herivelto Moreno, secretário municipal de Obras, os serviços estão sendo executados pela Romo Pavimentadora Ltda, empresa vencedora da licitação. “Todas as ruas do bairro estão sendo pavimentadas, totalizando uma área de 17.300 metros quadrados de asfalto. Até a metade da semana que vem o serviço de colocação da capa asfáltica estará concluído, faltando apenas a pintura da sinalização e a colocação de placas de trânsito”, informa o secretário, acrescentando que a obra está sendo complementada com a construção de calçadas que facilitarão a locomoção dos pedestres.

Compartilhe