Trabalhadores devem aderir à carteira de trabalho digital

O Paraná é um dos primeiros estados brasileiros a concluir o processo de substituição do documento em papel pela Carteira de Trabalho Digital (CTPS Digital) (Foto: PMA)

{"autoplay":"false","autoplay_speed":"3000","speed":"300","arrows":"true","dots":"true"}

A partir de janeiro, os paranaenses que precisarem da primeira ou uma segunda via, não terão mais acesso à Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS) física. O Paraná é um dos primeiros estados brasileiros a concluir o processo de substituição do documento em papel pela Carteira de Trabalho Digital (CTPS Digital).

A informação é do gerente da agência do Trabalhador de Apucarana, Rodrigo Liévore, o Recife. Ele esclarece que a mudança é prevista em lei federal. “Equivalente à carteira em papel, a digital só traz benefícios, facilidades e segurança ao trabalhador e aos empregadores, com redução de burocracia e custos”, revela Recife. Segundo ele, o mês de dezembro será um período de transição e, em Apucarana, a carteira física só será emitida pela agência do trabalhador em casos especiais, de acordo com avaliação da equipe técnica, atendendo a casos previstos na lei.

A CTPS Digital é acessada através de um aplicativo que pode ser “baixado” em smartphones e tablets. “O objetivo é facilitar a vida dos trabalhadores que terão o documento à mão sempre que precisarem fazer uma consulta. Todas as experiências profissionais formais estarão no aplicativo. O trabalhador poderá acompanhar na palma da mão sua situação profissional, acabando com casos onde o empregador pega a carteira da pessoa mas deixa de efetivar o registro, sem que o trabalhador tenha conhecimento”, exemplifica Edison Peres Estrope, secretário Municipal da Indústria, Comércio e Emprego de Apucarana.

Com a CTPS Digital, ao ingressar em um novo emprego a pessoa não precisará mais apresentar a carteira em papel, bastará informar o CPF ao empregador e o registro será realizado diretamente de forma digital. Caso a pessoa não tenha um aparelho compatível com o aplicativo, ela poderá acessar a CTPS Digital através do site https://servicos.mte.gov.br. “Quem já tem cadastro no sistema acesso.gov.br, basta usar seu login e senha de acesso no App Carteira de Trabalho Digital”, orienta Estrope.

O gerente Recife frisa que o trabalhador não deve se desfazer da carteira em papel. “O Governo Federal orienta que o documento seja devidamente guardado pelo trabalhador, pois ele poderá se necessário no momento de comprovar o tempo de serviço. Qualquer inconsistência de informação e registros entre a carteira física e a digital também devem ser comunicados com urgência para as devidas correções”, diz.

O prefeito Júnior da Femac frisa que o Paraná, por intermédio do Governo Ratinho Júnior, é um dos estados que está mais à frente no processo de substituição. “Nossa equipe técnica está à disposição para tirar todas as dúvidas e, se for o caso, ajudar o trabalhador a fazer o download e instalação do aplicativo da carteira de trabalho digital. Uma ferramenta importante que chega para desburocratizar e agilizar todos os trâmites”, destaca o prefeito.

Serviço: Dúvidas podem ser esclarecidas na Agência do Trabalhador de Apucarana que funciona de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas. O contato pode ser feito pelo telefone 3423-1376 ou diretamente na Rua Renê Camargo de Azambuja, 705 – centro.

Compartilhe