Saúde promove intensificação da coleta do preventivo

Atendimento será oferecido no próximo sábado (23), no prédio da Autarquia Municipal de Saúde

{"autoplay":"false","autoplay_speed":"3000","speed":"300","arrows":"true","dots":"true"}

Uma estratégia que vem adotando desde 2017, a prefeitura de Apucarana, através da Autarquia Municipal de Saúde, realiza no próximo dia 23, um sábado, mais um dia de intensificação do exame preventivo e agendamento para mamografia. É a quarta vez, num período de um ano e quatro meses, que a saúde promove esse tipo de iniciativa visando oferecer o atendimento de prevenção do câncer de colo do útero e de mama num dia alternativo, como no final de semana ou feriado.

A intensificação do preventivo em um sábado deste mês de março faz parte das comemorações do “Mês da Mulher”. Nas outras três edições o atendimento foi oferecido num feriado nacional (15 de novembro) e em dois também em sábados. O objetivo, de acordo com a diretora do Centro de Especialidades Médicas AMS, Rosangela Aparecida de Souza, é dar uma oportunidade as mulheres, em especial para aquelas que encontram dificuldade para realizar o exame nos dias da semana na Unidade Básica de Saúde de seu bairro.

A exemplo das outras três edições o atendimento do dia 23 aconteceu no prédio da Autarquia Municipal de Saúde (AMS), entre 8 horas e 16h30, com várias equipes de profissionais de saúde à disposição das apucaranenses. “Vamos oferecer uma estrutura para garantir um atendimento de qualidade e com agilidade para as apucaranenses” garante o superintendente da Atenção Básica, Marcelo Viana de Castro.

O prefeito Junior da Femac conclama as apucaranenses a atender ao chamamento da saúde nos cuidados preventivos a essas duas graves doenças. Ao mesmo tempo ele lembra que o exame ginecológico é oferecido regularmente nas 28 Unidades Básicas de Saúde de Apucarana pelo menos uma vez por semana.

Já o diretor presidente da AMS, Roberto Kaneta, reforça o alerta para mulheres realizarem o preventivo apresentando dados estatísticos da doença na cidade. “Um problema de saúde pública, o câncer do colo do útero vitimou 12 mulheres em Apucarana em 2017, das quais 4 vieram a óbito. No ano passado foram também 12 casos e o número de óbito foi 2”, informa Kaneta. Quando aos casos de câncer de mama, 2018 registrou 54 casos em Apucarana, que resultaram em 12 óbitos.

 

 

 

Compartilhe