Prefeito participa de ato alusivo aos 165 anos da Polícia Militar

A entrega de medalhas a membros da corporação marcou a solenidade, que ocorreu na sede do 10º BPM. (Fotos: Edson Denobi)

{"autoplay":"false","autoplay_speed":"3000","speed":"300","arrows":"true","dots":"true"}

A entrega de medalhas a membros da corporação marcou a solenidade alusiva aos 165 anos da Polícia Militar do Paraná (PMPR). A cerimônia aconteceu nesta sexta-feira (09/08) na sede do 10º Batalhão de Polícia Militar (BPM), em Apucarana, e contou com a presença de autoridades civis, militares, eclesiásticas e do judiciário.

A cerimônia foi presidida pelo major Roberto Francisco Cardoso, comandante do 10º BPM. Convidado a fazer pronunciamento durante a solenidade, o prefeito de Apucarana, Junior da Femac, parabenizou os profissionais da corporação e disse que eles são modelo para a sociedade.

“Quero agradecer pelos serviços prestados, por entenderem a vocação e a missão que desempenham. Quero também parabenizar por terem aceitado o papel de ser modelo para a sociedade. Quando uma criança vê um profissional militar e o tem como modelo, nós percebemos a importância e a responsabilidade que vocês possuem na construção da sociedade”, ressalta Junior da Femac.

O prefeito de Apucarana afirma que o 10º Batalhão atende, na sua uma área de abrangência, uma população de cerca de 300 mil habitantes. “Esse grande número de pessoas acorda todos os dias com a certeza de que os policiais militares estarão de prontidão para garantir a vida, a integridade e a segurança de todas essas famílias”, frisa, acrescentando que os profissionais incorporam diariamente “a força, garra e disposição” que pautou a vida do Coronel Sarmento, patrono da Polícia Militar do Paraná.

Além do profissional da Polícia Militar, o major Cardoso salientou as outras forças policiais que contribuem para garantir a segurança pública. Classificando o trabalho como “árduo, estressante e extenuante”, o comandante do 10º BPM lembrou da morte do delegado Gustavo Dante, ocorrida recentemente. “Em cada ocorrência, o profissional leva um pouquinho disso para casa. Sabemos que essa atividade é um acúmulo de sentimentos, que muitas vezes ficam confinados na própria cabeça. Não somos impermeáveis a esses sentimentos e é preciso haver um olhar diferenciado, pois precisamos também de uma atenção especial neste sentido”, observou o major.

Também estiveram na solenidade o tenente-coronel Alexandre Colombo, comandante do 30º BIMec, o major André Lopes, comandante do 11º Grupamento de Bombeiros de Apucarana, Alessandro Carletti, comandante da Guarda Municipal, o vereador Mauro Bertoli, Denise Canesin Machado, secretária municipal da Mulher e Assuntos da Família, e Moacir Andreola, prefeito de Novo Itacolomi.

Ao todo, sete policiais militares foram condecorados com medalhas de ouro (30 anos de serviço ativo) e de bronze (10 anos). A cerimônia contou ainda com leitura da ordem do dia alusiva aos 165 anos da Polícia Militar, redigida pelo coronel Péricles de Matos, comandante-geral da PMPR, com o Hino Oficial da Polícia Militar do Paraná, executado pela Banda Municipal Maestro João Florindo, e com uma bênção religiosa, ministrada pelo monsenhor Roberto Carrara. Finalizando a cerimônia, a tropa desfilou em continência às autoridades.

HISTÓRICO – A Polícia Militar do Paraná (PMPR) foi criada como uma unidade de caçadores (um tipo de infantaria leve) pela Lei nº 7, de10 de agosto de 1854, com a denominação de Companhia de Força Policial. A corporação, que abrange também o Corpo de Bombeiros, integra o sistema de segurança pública e tem por missão a preservação da ordem pública, o policiamento ostensivo e a execução de atividades de defesa civil.

 

 

Compartilhe