Obra de calçamento em interligação de bairros chega a 60%

Prefeitura já executou 1,5 quilômetro de passeio dos 2,3 quilômetros previstos, na região norte da cidade. (

{"autoplay":"false","autoplay_speed":"3000","speed":"300","arrows":"true","dots":"true"}

Uma grande obra de mobilidade urbana facilitará a circulação de pedestres e a interligação de bairros, na região Norte de Apucarana. A Prefeitura está executando 2,3 quilômetros de passeio e as obras atingiram nesta semana 60% do cronograma previsto.

O prefeito de Apucarana, Junior da Femac, vistoriou nesta segunda-feira (25/05) os serviços que atenderão moradores que precisam circular entre o Jardim Ponta Grossa, nas imediações da Lagoa Tarumã Ouro Fino, e o Núcleo Charles Chaplin, junto à Represa Schmidt.

“A obra iniciou há cerca de 15 dias e já foram executados cerca de um quilômetro e meio de calçamento, que tem a largura e um metro e setenta centímetros. Os moradores tinham dificuldade em percorrer esse trajeto, pois eram obrigados a dividir espaço na rua com os veículos”, frisa Junior da Femac.

A obra teve início junto à conhecida “travessa da paineira”, passa pelos núcleos Marcos Freire, Residencial Ouro Fino, Mathias Hoffman, Recanto Mundo Novo e chega à Represa Schmidt. “Por ligar duas áreas de lazer, que é a Lagoa Tarumã Ouro Fino –  onde estamos colocando em execução uma grande revitalização – e o Schmidt, esta benfeitoria deverá ser também muito utilizada como pista de caminhada pelos moradores”, comenta Júnior da Femac.

Helligtonn Gomes Martins (Tom), superintendente da Secretaria de Serviços Públicos, afirma que o prefeito de Apucarana autorizou a implantação de um acesso até a margem da Represa Schimidt. “Trata-se de um trecho de cerca de 70 metros de extensão, no meio da mata, que já é utilizado pelas pessoas para acessar essa área de lazer. Assim como nos passeios, iremos fazer o calçamento no mesmo padrão”, anuncia Tom.

O calçamento está sendo executado em concreto alisado, em área de 4 mil metros quadrados, nos mesmos moldes do Parque Municipal Jaboti e outros locais já atendidos, e o investimento é de cerca de R$112 mil, com recursos municipais. “A gestão Beto Preto/Júnior da Femac está fazendo a melhoria da mobilidade urbana, atendendo dos bairros ao centro. Diversos locais já foram contemplados com a construção de calçamento que, a exemplo do serviço viabilizado na zona norte, é executado com pontos de acessibilidade para facilitar o deslocamento de cadeirantes, mães com carrinhos de bebês e idosos”, ressalta Tom.

 

Compartilhe