Escola Municipal de Artes atende 1,4 mil alunos

Atividades de dança, teatro e música são oferecidas gratuitamente pelo município

{"autoplay":"false","autoplay_speed":"3000","speed":"300","arrows":"true","dots":"true"}

A Escola Municipal de Artes de Apucarana iniciou nesta semana as atividades de 2020 com todas as turmas de teatro, música e dança completas, sendo que não foi possível atender todos os interessados devido à grande procura registrada neste ano. As aulas de música, por exemplo, fecharam com 450 alunos e ainda há outros 300 na fila de espera.

A Escola Municipal de Música, que acaba de entrar no segundo ano, oferece aulas de violão, violino, violoncelo, bateria, piano, saxofone, clarinete, flauta doce e flauta transversal, com turmas de violão no Cine Teatro, Centro da Juventude e Praça CEU e demais instrumentos somente na Praça CEU. O resultado do primeiro ano de aprendizado musical de 400 alunos pôde ser conferido na apresentação dentro da programação cultural e artística de Natal, no platô da Praça Rui Barbosa.

A demanda pela Escola Municipal de Dança também vem crescendo a cada ano. As aulas de dança clássica e moderna fecharam com 700 alunos e ainda há outros 200 interessados aguardando uma vaga. As atividades acontecem no Cine Teatro Fênix de segunda-feira a sexta-feira, e na Praça CEU e Centro da Juventude, aos sábados.

A Escola Municipal de Teatro, por sua vez, fechou as inscrições para 2020 com 250 alunos. As atividades são desenvolvidas no Cine Teatro Fênix e no Centro da Juventude, de segunda-feira a sexta-feira.

A secretária da Promoção Artística, Cultural e Turística da Prefeitura de Apucarana (Promatur), Maria Agar, afirma que a Escola Municipal de Artes nos moldes que é ofertada em Apucarana é algo inédito no país. “Todas essas atividades, de dança, teatro e música, são oferecidas gratuitamente pelo município. Fizemos uma pesquisa pelo Brasil e não encontramos uma escola de artes neste formato”, afirma Maria Agar.

“Apucarana, através das duas gestões do ex-prefeito Beto Preto e agora com o Júnior da Femac, favorece o acesso de toda a comunidade à educação através da arte. Tudo é aberto, sem seleção. Com talento ou não, o que importa é que a criança, o jovem esteja focado em alguma coisa que vai enaltecer o seu espírito e complementar sua educação. Eles aprendem disciplina, autoconfiança, trabalho em equipe e adquirem gosto pela arte”, informa Maria Agar.

A Escola Municipal de Artes de Apucarana, complementa Maria Agar, também ganha destaque e reconhecimento pela qualidade técnica e profissionalismo que oferece no desenvolvimento de suas atividades que envolvem pelo menos 200 grupos de alunos.

O prefeito Junior da Femac destaca que o grande interesse pelas atividades da Escola Municipal de Artes comprova o quanto este investimento na cultura foi aprovado pela população e era necessário. “É muito gratificante ver o retorno de um projeto alcançar este nível. É nossa cidade seguindo sua vocação cultural”, destaca Junior.

Jéssica Mariano, mãe de Adrieli Bueno de Aquino, 9 anos, que frequenta há dois anos as aulas de balé no Escola Municipal de Dança, fala da grande oportunidade que a iniciativa proporciona a crianças e adolescentes, em especial daqueles que sonham em dançar balé e não têm condições de pagar. “Minha filha adora as aulas e a disciplina do aprendizado da dança está refletindo positivamente na vila dela, em especial no rendimento escolar. Essa escola está fazendo a diferença na vida de muita gente”, avaliou Jéssica.

INVESTIMENTO

No final do ano passado, a Escola Municipal de Música ganhou um reforço de instrumentos. Através de autorização do prefeito Júnior da Femac, foram adquiridos mais 20 violões infantis, 10 violinos infantis e 3 violoncelos, com recursos do município no valor de R$ 12 mil.

Esse novo lote veio se somar aos 160 instrumentos que a escola adquiriu quando iniciou suas atividades em fevereiro de 2019. Na ocasião, a prefeitura comprou, também com recursos próprios, 100 violões, 30 violinos, 2 violoncelos, 1 piano digital, 2 pianos de armário, 1 piano de cauda, 3 baterias, 8 clarinetes, 4 flautas transversais, 4 saxofones, 2 trompetes e 2 pratos sinfônicos.

 

 

Compartilhe