Apucarana inicia distribuição dos carnês de IPTU

Neste ano, o IPTU de Apucarana terá reajuste de 3,97%, que representa a variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) de novembro de 2017 a novembro de 2018, quando o projeto com previsão de cobrança do tributo foi votado na Câmara de Vereadores (Foto: Edson Denobi)

{"autoplay":"false","autoplay_speed":"3000","speed":"300","arrows":"true","dots":"true"}

Contribuintes de Apucarana com endereço de correspondência atualizado junto ao cadastro municipal começam a receber a partir desta semana o carnê do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), referente ao exercício de 2019. Os 54 mil carnês já foram remetidos pela Secretaria Municipal da Fazenda, via Correios. O pagamento em cota única, com desconto de 5%, terá vencimento em 20 de março. Na mesma data, também encerra o prazo para quitar a primeira parcela do tributo para o contribuinte que optar por dividir o pagamento em mais vezes. “O contribuinte que não receber o carnê nos próximos dias poderá imprimir o documento, no site da prefeitura – www.apucarana.pr.gov.br”, orienta Sueli Pereira, secretária Municipal da Fazenda.

O prazo para entrega do IPTU estimado pelos Correios é de 15 dias a contar de hoje (quinta-feira – 14/02). “Nos distritos, os carnês já foram distribuídos pelo município”, informa a secretária. Neste ano, o IPTU de Apucarana teve reajuste de 3,97%, que representa a variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) de novembro de 2017 a novembro de 2018.

O lançamento total para o exercício é de R$ 25 milhões. “É bom lembrar que 15% do IPTU vai para a Saúde, 25% para a Educação e o restante é aplicado em obras de manutenção no município e outros investimentos”, afirma Sueli. Segundo a secretária, o contribuinte pode optar por pagar o IPTU em até dez vezes. No entanto, ela observa que a parcela mínima é de R$ 37,77. “O pagamento do imposto poderá ser feito na rede lotérica, Caixa Econômica Federal (CEF), Banco do Brasil, Sicredi, Sicoob, Itaú e Bradesco”, revela.

O apucaranense terá prazo até 20 de março para pedir a revisão do IPTU, caso discorde dos valores lançados. “Para isso, precisará comparecer ao setor de tributação da Prefeitura, que fica no térreo, munido com o carnê do ano passado ou o número de inscrição imobiliária”, orienta Sueli Pereira, secretária Municipal da Fazenda. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 3422-4000.

Compartilhe