Caminhão fumacê reforça o combate à dengue em Apucarana

Aplicação de inseticida prioriza os bairros com maior número de casos da doença, mas será estendido a toda cidade

{"autoplay":"false","autoplay_speed":"3000","speed":"300","arrows":"true","dots":"true"}

O combate à dengue em Apucarana ganhou um reforço a partir desta semana com a chegada do caminhão fumacê enviado ao município pela Secretaria de Estado da Saúde (SESA). A aplicação do inseticida contra o mosquito Aedes aegypti com o equipamento do governo do estado começou no sábado passado e está acontecendo primeiramente em todos os bairros prioritários, ou seja, os que registram maior incidência de casos de dengue.

O caminhão do fumacê, no momento, está pulverizando os bairros dos Jardins Novo Horizonte, Diamantina, Ponta Grossa, Vale Verde, Marissol, América, Trabalhista e Apucarana, além do Parque Bela Vista e Núcleo Habitacional Marcos Freire.

Paralelamente a ação do caminhão fumacê, Apucarana está aplicando o inseticida contra o mosquito da dengue com a bomba costal da Autarquia Municipal de Saúde. Esse serviço vem sendo realizado há mais de um mês e já atendeu as regiões do Núcleo Adriano Correia, Jardim Curitiba, fundos do Jardim Eldorado e os distritos do Pirapó, Vila Reis e Caixa de São Pedro. “No momento estão pulverizando as regiões Vila Regina, Residencial Orlando Bacarin, Colônia dos Produtores e Núcleo da Fraternidade. O próximo local é o Jardim Aclimação”, informa o diretor presidente de Autarquia Municipal de Saúde (AMS), Roberto Kaneta.

O trabalho do caminhão fumacê contra a dengue é realizada entre as 5h30 e 9 horas, e das 16h30 às 20 horas. De acordo com a Divisão de Endemias da AMS é recomendado que a população mantenha as janelas de suas casas abertas para o inseticida agir contra os mosquitos que estão no interior das residências, além de proteger os animais, principalmente as aves, e os seus recipientes de água. Quer for apicultor deve avisar a secretaria Municipal de Saúde, telefone 3422-5888, solicitar divisão de endemias.

Apucarana soma 591 casos de dengue e tem outros 250 em investigação. “Não estamos medindo esforços para combater essa doença no município, mas reforçamos o apelo para população fazer sua parte e eliminar recipiente com água que serve de criadouro do mosquito da dengue. Juntos podemos ter grandes resultados nesta luta”, conclama o prefeito Junior da Femac.

Compartilhe