Apucarana cancela feiras livres

Durante a semana, a edição de sábado da Feira do Produtor Rural de Apucarana, que tradicionalmente acontece em ambiente fechado junto ao Terminal Urbano, chegou a ser transferida para acontecer na Rua Talita Bresolin, mas devido à decretação da “Situação de Emergência” também foi suspensa (Foto: PMA/arquivo)

{"autoplay":"false","autoplay_speed":"3000","speed":"300","arrows":"true","dots":"true"}

Tendo em vista o Decreto Municipal nº 115/2020, assinado nesta sexta-feira (20/03) pelo prefeito Júnior da Femac e que decretou “Situação de Emergência em Saúde Pública” no Município e definiu medidas de enfrentamento à pandemia decorrente do coronavírus, estão suspensas pelo menos 15 dias todas as feiras livres. A medida preventiva segue determinação da Organização Mundial da Saúde (OMS), pois o vírus tende a se proliferar mais rápido em ambientes onde há aglomeração de pessoas.

Durante a semana, a edição de sábado da Feira do Produtor Rural de Apucarana, que tradicionalmente acontece em ambiente fechado junto ao Terminal Urbano, chegou a ser transferida para acontecer na Rua Talita Bresolin, mas devido à decretação da “Situação de Emergência” também foi suspensa.

Entre outras medidas, o decreto desta sexta-feira determina ainda o fechamento de estabelecimentos comerciais varejistas a partir das 13 horas deste sábado. Com exceção de farmácias, supermercados, padarias, mercearias, açougues, quitandas, revendas de água, gás, postos de combustíveis e pet shops, que poderão permanecer abertos das 8 às 20 horas, de segunda a sábado, sem funcionamento aos domingos. Também poderão permanecer em atividades lanchonetes e lancherias, somente para atender no sistema delivery. Clínicas médicas e odontológicas também estão liberadas para funcionar, mas apenas para procedimentos de urgência e emergência. Em restaurantes e bares, apenas os serviços de delivery poderão ser mantidos.

Compartilhe