Museu do Café agrega turismo, educação e serviços

Além de receber a visita de turistas e estudantes, o local abriga a sede da sub-prefeitura e a Agência dos Correios Comunitária

Espaço que chegou a ser alvo de atos de vandalismo, o Museu do Café, localizado no Distrito de Pirapó, está sendo dinamizado pela atual administração. Além de receber a visita de turistas e estudantes, o local passou a agregar neste ano serviços, como a sede da sub-prefeitura e a Agência dos Correios Comunitária (AGC).

O prefeito de Apucarana, Beto Preto, lembra que o Museu do Café sofreu com dois episódios de vandalismo, quando foram quebrados vidros e danificados vasos sanitários, portas e instalações elétrica e hidráulica da edificação. “Reparamos tudo e tomamos a decisão de levar para aquele espaço a sub-prefeitura do Pirapó e os serviços dos Correios, que passaram a atender no prédio da antiga estação ferroviária do Distrito”, frisa Beto Preto.

De acordo com Francyslei de Godoi (Poim), sub-prefeito do Distrito de Pirapó, as pessoas procuram o local para retirar o carnê do IPTU e também para solicitar vários serviços. “Entregamos aqui mais de 1.100 carnês dos 1.250 que foram emitidos. Recebemos também pedidos para a execução de serviços, pois o prefeito Beto Preto designou uma equipe para atender o Distrito, composta por cinco operários, que fazem serviços de roçagem, varrição, limpeza de boca de lobo, pintura de faixas de sinalização, catação de galhos e recolhimento de entulhos, entre outros”, observa.

O movimento também é intenso no posto dos Correios, com a entrega de cerca de 250 correspondências por dia. “As pessoas vêm buscar aqui. Somente as mais urgentes, como telegrama e sedex, entregamos nas casas”, explica Paulo Roberto Novatto, responsável pela agência comunitária. Segundo ele, a mudança de local representou mais conforto e comodidade. “Antes, a sala era pequena e tudo muito apertado”, afirma, citando que o posto oferece ainda o serviço de envio de carta simples.

Na área turística, a visitação ocorre nos espaços chamados de Casa de Costumes, Museu e Artesanato. O trabalho de recepção dos visitantes é coordenado pela Fundação Cultural e de Turismo (Funcap), que contratou uma estagiária do curso de turismo da Faculdade Estadual de Ciências Econômicas de Apucarana (Fecea/Unespar).

CONCURSO DE REDAÇÃO – A partir desta semana, diariamente, estudantes da rede municipal de ensino conhecerão o espaço. Nesta segunda-feira, a visita foi de estudantes do 4º ano da Escola Municipal Fábio Henrique, que fica no Jardim Marissol. “Até setembro, todos os estudantes dos quartos anos da rede municipal de ensino vão visitar o Museu do Café, conhecendo todos os espaços, recebendo informações e podendo tirar dúvidas com a estagiária que vai acompanhá-los”, explica Maria Agar Vieira Borba Ferreira, diretora-presidente da Funcap.

Após conhecer o espaço, os estudantes participarão de um concurso de redação que abordará a temática. “O concurso é uma parceria com a Autarquia Municipal de Educação e o resultado será divulgado durante a Festa do Café no Distrito de Pirapó, que acontecerá entre os dias 19 e 21 de setembro”, informa Maria Agar.

Compartilhe