Apucarana distribui mais 9.630 cestas de hortifrútis aos pais dos alunos matriculados na rede municipal de ensino

Cada kit é composto por dois quilogramas de legumes, dois quilogramas de frutas, um maço de verduras, dois litros de leite e um pacote de pão caseiro

{"autoplay":"true","autoplay_speed":"3000","speed":"300","arrows":"true","dots":"true"}

Com o objetivo de contribuir para a alimentação dos seus alunos no período de suspensão das aulas devido à pandemia do novo coronavírus, a Prefeitura de Apucarana, por meio da Autarquia Municipal de Educação (AME), está realizando mais uma etapa da distribuição da merenda escolar. Cerca de 9.630 cestas de hortifrútis devem ser repassadas a todas as famílias, com filhos matriculados na rede, que demonstraram interesse em recebê-las. A entrega começou hoje (2/6) e continua na próxima terça-feira (9/6).

Cada cesta é composta por dois quilogramas de legumes, dois quilogramas de frutas, um maço de verduras, dois litros de leite e um pacote de pão caseiro.

Segundo a diretora do Departamento de Alimentação Escolar da AME, nutricionista Jaqueline de Oliveira, os itens podem variar entre as cestas, mas sempre respeitando as quantidades estipuladas. “Talvez aconteça de alguma família receber alface enquanto outra vai ganhar couve. Isso acontece devido à capacidade limitada que os agricultores familiares têm de entregar grandes quantidades de um mesmo produto,” disse.

A secretária de educação, Marli Fernandes, destaca que a distribuição da merenda escolar vem sendo feita desde abril. “A ação visa abrandar o momento difícil que as famílias apucaranenses estão passando. Nós sabemos que muitos pais perderam o emprego ou parte da renda devido à pandemia,” explicou.

O prefeito Júnior da Femac, por sua vez, pediu que os cidadãos não descuidem da prevenção ao novo coronavírus. “A transmissão dessa doença só será contida se todos estiverem engajados. Ficar em casa o máximo possível, usar máscara ao sair e higienizar constantemente as mãos são iniciativas que simbolizam o nosso amor ao próximo,” afirmou.

Compartilhe