Diretoras escolares recebem orientações para o período de suspensão das aulas

Como medida de enfrentamento à pandemia da Covid-19, os CMEIs e Escolas Municipais vão interromper as atividades letivas a partir da próxima segunda-feira (23/3)

{"autoplay":"true","autoplay_speed":"3000","speed":"300","arrows":"true","dots":"true"}

Em reunião realizada na tarde de ontem (18/3), na sede da Autarquia Municipal de Educação, o prefeito Junior da Femac, a secretária de educação Marli Fernandes e o secretário de saúde Roberto Kaneta repassaram orientações e esclareceram dúvidas das diretoras dos CMEIs e Escolas sobre a suspensão das aulas na rede municipal de ensino.

Seguindo recomendação da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) e do Ministério da Saúde, o prefeito Junior da Femac determinou a interrupção das atividades letivas a partir da próxima segunda-feira (23/3). A medida visa conter o avanço da pandemia da Covid-19.

“Nós pedimos a compreensão dos pais, pois sabemos que isso pode gerar transtornos à rotina das famílias. Entretanto, é preciso lembrar que a saúde das crianças e dos idosos é a prioridade. O momento não é de pânico, mas exige compromisso coletivo,” disse o gestor.

A secretária Marli Fernandes acrescentou que as Escolas devem encaminhar atividades para que os alunos desenvolvam em casa. “O período do isolamento não deve ser confundido com férias escolares. A recomendação é para que as crianças permaneçam em suas residências, evitando-se os passeios no shopping, cinema, clubes e outros locais com aglomeração de pessoas,” detalhou.

A Autarquia Municipal de Educação também preparou um panfleto com as principais informações sobre a prevenção, os sintomas e o tratamento da Covid-19. Os 12 mil alunos da rede municipal de ensino devem receber o material nesta sexta-feira (20).

Na reunião de ontem, a secretária de educação e coordenadora estadual do Programa de Apoio à Implementação da Base Nacional Comum Curricular (ProBNCC), Marli Fernandes, entregou também exemplares do Referencial Curricular do Paraná ao prefeito e às diretoras das unidades de ensino. “Apucarana contribuiu ativamente para a construção do documento, por meio da participação dos técnicos-pedagógicos da Autarquia Municipal de Educação, Margarete Baldini e Melissa Fix, e do Núcleo Regional de Educação, Aléssio Colombo,” destacou.

O Referencial Curricular do Paraná, em consonância com a BNCC, define o conjunto de aprendizagens essenciais que todos os estudantes devem aprender ao longo da Educação Básica. O currículo único da rede municipal apucaranense já está adaptado ao documento estadual.

Compartilhe