Construção de centro infantil avança no Sanches dos Santos

Com investimento de R$1,4 milhão, o CMEI Celso Marchi já está com 72% do seu cronograma de obras concluído

{"autoplay":"true","autoplay_speed":"3000","speed":"300","arrows":"true","dots":"true"}

A construção do Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Celso Marchi está avançando. Com a cobertura pronta e as portas e janelas instaladas, o prédio tem 72% das obras concluídas.  A nova unidade escolar vai beneficiar aproximadamente 120 crianças do Residencial Sanches dos Santos e região.

Assim como a escola do Jardim Interlagos e os centros infantis do Jardim Catuaí e do Núcleo Afonso Alves de Camargo, o CMEI Celso Marchi vem sendo edificado com recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), órgão ligado ao Ministério da Educação, do Governo Federal.

“A construção desse estabelecimento foi uma conquista do ex-prefeito Beto Preto. O ritmo da obra foi mais lento do que gostaríamos porque dependemos dos repasses periódicos de verbas. Mas, felizmente, estamos chegando próximos da sua conclusão,” disse o prefeito Júnior da Femac.

Segundo a superintendente de engenharia e obras da Autarquia Municipal de Educação, engenheira Miriam Elena Favaretto Corbacho, a construção do CMEI Celso Marchi segue o padrão do FNDE. “O prédio tem área de 890,73 metros quadrados, com seis salas de aula, solários, lactário, fraldário, cozinha, refeitório, depósito de merenda e lavanderia. A obra já está na fase de acabamento,” detalhou.

A Construtora Deka, de Apucarana, venceu o processo licitatório e é a executora do projeto. O valor do investimento soma R$1.426.692,18. “A região norte da cidade cresceu muito nos últimos anos. O CMEI Izabel Holak, que é o mais próximo, no Núcleo Dom Romeu Alberti, não tem conseguido suprir toda a demanda por vagas. Por isso, a nossa expectativa é muito grande em relação à liberação deste novo prédio,” afirmou a secretária municipal de educação, Marli Fernandes.

Além das unidades que são construídas com recursos do FNDE, a Prefeitura de Apucarana já aplicou outros R$ 50 milhões, em recursos próprios do município, para reformar e ampliar 34 escolas e 24 centros infantis da rede municipal de ensino. “Os investimentos foram necessários para adequar os prédios às normas atuais de acessibilidade, Vigilância Sanitária e Corpo de Bombeiros, e também garantir que eles tivessem espaço físico adequado ao desenvolvimento de uma educação com qualidade,” explicou a secretária.

Compartilhe