Apucarana ultrapassa meta de vacinação de idosos contra gripe

{"autoplay":"false","autoplay_speed":"3000","speed":"300","arrows":"true","dots":"true"}

Apucarana segue com a Campanha de Vacinação Contra a Gripe, que começou em 23 de março. Depois de ultrapassar 100% da meta dos idosos, o município iniciou no último dia 16 de abril a imunização de professores, profissionais das forças de segurança e salvamento e pacientes com doenças crônicas.

Por conta do coronavírus, a Prefeitura modificou neste ano o esquema de vacinação de idosos. Para reduzir a aglomeração, a imunização foi realizada nas escolas municipais mais próximas das respectivas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) de cada bairro e também pelo sistema de drive-thru, no qual o idoso não precisava sair do carro para receber as doses.

“Nossa equipe da saúde fez um grande trabalho e é muito importante termos praticamente todos nossos idosos vacinados contra gripe. Vamos seguir trabalhando para que os resultados da vacinação sejam altamente positivos até o fim da campanha”, afirmou o prefeito Junior da Femac.

Com atendimento apenas nas Unidades Básicas de Saúde, entre 8h e 16h,  Apucarana está agora vacinando pacientes de doenças crônicas, como hipertensão, diabetes, asma, entre outras; profissionais das forças de segurança e salvamento; caminhoneiros; profissionais de transporte coletivo (motoristas e cobradores) e portuários; povos indígenas; adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas; população privada de liberdade, e funcionários do sistema prisional.

Nesta segunda etapa, a vacinação voltou para as UBSs e deixou de ser realizada nas escolas. Ações pontuais de drive-trhu, no entanto, serão realizadas, principalmente para atender caminhoneiros.

De acordo com o Ministério da Saúde, o transporte e a entrega de cargas são serviços essenciais durante a pandemia da COVID-19. Por isso, caminhoneiros, motoristas e cobradores de transportes coletivo, além de trabalhadores portuários se juntam ao grupo prioritário da segunda fase da campanha.

Essas três categorias de profissionais devem buscar a vacina em qualquer serviço público de vacinação do país, independente do seu estado de residência, pois transitam em todo o Brasil. Recomenda-se a apresentação de algum documento comprobatório, como carteira de trabalho, contracheque com documento de identidade, carteira de sócio (a) dos sindicatos de transportes, carteira de habilitação (categorias C ou E).

“Na primeira etapa da campanha, que priorizou os idosos e trabalhadores da saúde, Apucarana vacinou 15.355 pessoas com 60 anos ou mais, ultrapassando 100% da meta de imunizar 15.227 apucaranenses desta faixa etária”, destaca o prefeito Junior da Femac.

A vacina está à disposição em 24 Unidades Básicas de Saúde (UBSs) de Apucarana, de segunda a sexta-feira entre 8 e 16 horas. Apenas quatro unidades de saúde da cidade não farão a imunização: UBS Julia Reczkowski, do Núcleo Habitacional Marcos Freire; UBS Rute Eugênio, do Jardim Vale Verde; UBS Philipe Weckewerth, no Jardim Milani; e UBS João Marioto, na Vila Formosa.

A terceira fase da campanha ocorrerá a partir de 9 de maio, para professores, crianças de 6 meses a menores de 6 anos, grávidas, mães no pós-parto, pessoas acima de 55 anos e pessoas com deficiência. A campanha segue até 22 de maio para todos do público-alvo. A meta é vacinar, pelo menos, 90% de cada um desses grupos.

Compartilhe